Zika, Chikungunya e Dengue - sintomas, tratamento e combate ao mosquito

12/03/2016 11:12

CPT - Centro de Produções Técnicas

A Zika e a Chikungunya são causadas pelo mesmo vetor da Dengue: o famoso Aedes aegypti

País com clima tropical e subtropical, o Brasil é um local propício ao desenvolvimento de mosquitos causadores de inúmeras doenças, como o famoso Aedes aegypti. No momento, as doenças causadas por esse vetor, com grande destaque na mídia, são a Zika, a Chikungunya e a Dengue. Como os sintomas são bastante parecidos, muitas vezes, o diagnóstico torna-se complexo. Entretanto, algumas diferenças sutis podem ajudar a diferenciar uma da outra para o devido tratamento.

Zika, Chikungunya e Dengue
SINTOMAS

Zika

->Febre baixa;
->Dores leves ou moderadas nas articulações;
->Manchas vermelhas na pele (nas primeiras 24 horas);
->Coceira (no 1° ou 2° dia) em 90 a 100% dos casos;
->Vermelhidão nos olhos;
->Acometimento neurológico (maior incidência do que na Chikungunya e na Dengue).

Chikungunya

->Febre alta repentina;
->Dores moderadas ou intensas nas articulações (90% dos casos);
->Manchas na pele (nas primeiras 48 horas);
->Coceira (entre o 2° e o 5° dia) em 50% dos casos;
->Vermelhidão nos olhos;
->Raramente ocorre acometimento neurológico.

Dengue

->Febre alta repentina;
->Dores leves ou moderadas nas articulações;
->Manchas na pele (sem dia específico);
->Coceira (a partir do 4° dia) em 30 a 50% dos casos;
->Não ocorre vermelhidão nos olhos;
->Raramente ocorre acometimento neurológico.

TRATAMENTO

As infecções causadas pelo Aedes aegypti são tratadas de forma idêntica para minimizar os sintomas. Em geral, pacientes com Zika, Chikungunya e Dengue devem:

->Fazer repouso;
->Beber bastante água;
->Tomar medicamentos para aliviar as dores (contanto que não tenham em sua composição AAS - Ácido Acetil Salicílico).

* Os medicamentos só podem ser prescritos por médicos (caso contrário, sua vida pode correr sério risco).

* Gestantes infectadas pelo Zika Vírus podem gerar bebês com microcefalia.

COMBATE

A principal medida preventiva para impedir a proliferação do vetor Aedes aegypti é não deixar água parada. Entretanto, outras medidas devem ser tomadas no combate ao mosquito vetor:

->Mantenha a lata de lixo bem fechada e não jogue lixo em terrenos baldios;
->Remova folhas das calhas para não acumular água;
->Não deixe água da chuva acumulada na laje ou no quintal;
->Coloque areia nos pratinhos de vasos de plantas;
->Lave com sabão ou detergente os tanques de armazenamento de água e tampe-os;
->Descarte todos os objetos que possam acumular água (potes, latas, garrafas, pneus);
->Troque a água do vaso de plantas aquáticas pelo menos uma vez por semana e lave-os com sabão ou detergente.

Alguns profissionais fazem treinamento para ajudar no combate ao Aedes aegypti, mas você também deve fazer a sua parte!

Por Andréa Oliveira.

Fonte: Prefeitura de Caratinga.

Notícia postada no site: www.cpt.com.br

CPT - Centro de Produções Técnicas

—————

Voltar